Mídias sociais como estratégia no ensino em fisioterapia

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Valéria Marques Ferreira Normando http://orcid.org/0000-0002-4234-5379 José Maria Furtado Junior Robson José de Souza Domingues Isalice Rêgo Furtado

Resumo

Inúmeras ferramentas da Internet estão disponíveis para o ensino em saúde. A falta de conhecimento sobre como usá-las coloca os professores sob julgamento quanto à capacidade de se adaptarem a esse novo contexto. O objetivo do estudo foi identificar o uso das mídias sociais no ensino em fisioterapia na Universidade do Estado do Pará (Uepa). Trata-se de pesquisa qualitativa, realizada por meio de questionário semiestruturado, que envolveu 53 professores do curso de fisioterapia de Belém e Santarém. Após a análise de conteúdo, identificaram-se fatores que dificultam o uso das mídias sociais no compartilhamento de conhecimentos: acesso institucional restrito às redes sociais e pouca capacitação para utilização no ensino pelos professores mais experientes.


 

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
NORMANDO, Valéria Marques Ferreira et al. Mídias sociais como estratégia no ensino em fisioterapia. Educação Online, [S.l.], v. 13, n. 27, p. 172-188, apr. 2018. ISSN 1809-3760. Disponível em: <http://educacaoonline.edu.puc-rio.br/index.php/eduonline/article/view/391>. Acesso em: 22 july 2018.
Seção
Artigos