ProUni: sobre o direito de acesso e permanência estudantil

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Daniel Péricles Arruda
Ricardo Flores Vidal

Resumo

Objetiva-se analisar o direito de acesso ao ensino superior e às políticas de permanência estudantil, relacionadas às Comissões Locais de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos. O enfoque teórico-conceitual foi construído em torno da abordagem macropolítica, relativa à política pública educacional do ensino superior, e da micropolítica, referente às organizações locais de acompanhamento dessa política. A partir das pesquisas bibliográfica e documental de carácter exploratório, ficou evidenciado que essa política inaugura um novo modo de interação entre as dimensões pública e privada e, por isso, é importante que os/as discentes criem redes de solidariedade para enfrentar os desafios da permanência estudantil.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Daniel Péricles Arruda, Unifesp

Arte-educador, rapper e poeta. Professor adjunto da graduação em Serviço Social e vinculado ao Departamento de Saúde, Educação e Sociedade da Universidade Federal de São Paulo, campus Baixada Santista. É graduado em Serviço Social pela PUC Minas, mestre (bolsista do Ford Foundation International Fellowships Program, turma 2010) e doutor em Serviço Social pela PUC-SP, pós-doutor em Psicologia Social pela PUC-SP, em formação em psicanálise pelo Instituto Langage, e aluno do 2º ano do curso Clínica Psicanalítica: Conflito e Sintoma, do Instituto Sedes Sapientiae. É membro do conselho editorial da Journal of Quality in Health Care & Economics (JQHC).

Ricardo Flores Vidal, PUC-SP

Bacharel em Direito pela PUC-SP e mediador judicial habilitado pela Câmera de Arbitragem, Mediação, Conciliação e Estudos de São Paulo - CAMCESP.