No processo de desenvolvimento psíquico, o pensamento infantil em especial

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Rosângela Trabuco Malvestio da Silva

Resumo

Este artigo tem por objetivo explicitar como se dá o desenvolvimento do pensamento infantil, a partir da concepção histórico-cultural. É um estudo bibliográfico, pautado nos pensadores da referida concepção, dentre eles Aléxis N. Leontiev, Alexander R. Luria, Lev S. Vygotsky e S. L. Rubinstein. Em um primeiro momento, destaca-se que o pensamento, assim como as demais funções que compõem o psiquismo humano, não é inato nem naturalmente moldado pelo meio. Constitui-se, isso sim, com base na mediação social, nas profundas articulações entre fatores biológicos e culturais. Na sequência, discute-se a relação entre linguagem e pensamento, destacando que, no momento em que a fala socializada e o uso dos signos convergem e são internalizados, surge o pensamento. Por fim, conclui-se que, conforme Vygotsky (1987), a relação entre linguagem e pensamento é o centro de todo o desenvolvimento psicológico. Para entender como se dá esse processo na criança, é necessário adentrar as relações que se estabelecem entre ela, os adultos e os objetos com os quais convive.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SILVA, Rosângela Trabuco Malvestio da. No processo de desenvolvimento psíquico, o pensamento infantil em especial. Educação Online, [S.l.], n. 24, p. 38-50, apr. 2017. ISSN 1809-3760. Disponível em: <http://educacaoonline.edu.puc-rio.br/index.php/eduonline/article/view/276>. Acesso em: 17 oct. 2017.
Seção
Artigos