Ressignificando as práticas de ensino com aplicação de metodologias ativas

Conteúdo do artigo principal

Francisco Bruno Rodrigues Claudino
Andréa Soares Rocha da Silva
Fábio Araújo Bezerra

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi demonstrar como as práticas de ensino e aprendizagem na Educação Básica podem ser ressignificadas por meio da aplicação das metodologias ativas. Para tanto, utilizou-se uma revisão de literatura com recorte temporal dos últimos cincos anos, com a análise em uma abordagem qualitativa, natureza básica e objetivo exploratório. Os Resultados apontaram que as metodologias ativas favorecem a transformação da cultura escolar com um novo viés de ressignificação das práticas de ensino do professor na Educação Básica, possibilitando o desenvolvimento de competências e habilidades do aluno a partir de experiências concretas e relevantes para (re)construção do conhecimento. Conclui-se, portanto, que a inclusão de uma cultura ativa de aprendizagem rompe com modelo tradicional de ensino e ressignifica o processo de ensinar, transformando aprendizagens em situações práticas na convenção de saberes e compartilhamento de possibilidades.

Detalhes do artigo

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Francisco Bruno Rodrigues Claudino, Faculdade ProMinas

Titulação:  licenciatura em letras pela Faculdade Vale do Jaguaribe - FVJ (2015); especialização em língua portuguesa e linguística pela Faculdade do Maciço de Baturité - FMB (2018); especialização em gestão escolar: coordenação pedagógica e orientação educacional - Faculdade Prominas (2023).

Função atual: Servidor público municipal no cargo de monitor de informática na área da educação básica.  

Área de pesquisa: práticas de ensino, formação docente, estratégias didático-metodológicas, experiências de aprendizagem

Andréa Soares Rocha da Silva, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Titulação: graduação em ciência da computação pela Universidade Federal do Ceará (1993); mestrado em ciência da computação pela Universidade Federal do Ceará (1998); doutorado em educação pela Faced/UFC (2009).

Função atual: professora associada III do Departamento de Fisioterapia; professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UFC); colaboradora do mestrado profissional em saúde da família (MPSF/UFC/Renasf); coordenadora do Grupo Educação, Tecnologia e Saúde (GETS); coordenadora da Coordenadoria de Planejamento e Avaliação de Programas e Ações Acadêmicas (Copav)/Pró-Reitoria de Graduação UFC; procuradora institucional de Educação superior (PI) UFC; recenseadora institucional Censup (RI) UFC.

Área de pesquisa:  educação a distância, avaliação, tecnologia educacional, sistemas de informação, software, informática em saúde e bases de dados.

Fábio Araújo Bezerra, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Titulação: mestrando em ciência da informação pela Universidade Federal do Ceará (UFC); especialista em metodologia do ensino de ciências físicas, químicas e biológicas pela Faculdade Internacional do Delta (FID) e gestão escolar e coordenação pedagógica pela Faculdade Ítalo Brasileira (FIB); licenciatura em química pela Universidade Estadual do Ceará (Uece).

Função atual: participante do Programa de Formação Continuada de Professores Itinerários Formativos - Competências Digitais para a Docência (SEDUC-CE/CIEB); membro voluntário do Grupo de Educação, Tecnologia e Saúde (GETS), Grupo de Pesquisa coordenado pela professora Dra. Andréa Soares Rocha da Silva; professor efetivo da rede estadual de ensino.

Área de pesquisa:

curadoria digital; recursos educacionais digitais (REDs), formação docente, competência digital, competência em informação