Alfabetização de adultos e os movimentos de educação e cultura popular nos anos 1960: terreno fértil para a construção do pensamento freireano

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Renato Pontes Costa

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar algumas reflexões construídas no contexto de produção da educação popular no Brasil, nos anos 1960. Elas representam base fundante para a elaboração de conceitos e práticas nesse campo, incluindo a parte mais densa do pensamento freireano, expressa na Pedagogia do Oprimido.  Para tanto, o artigo se concentra na contribuição dos movimentos de juventude católica, um grupo bastante representativo desse contexto, e nas práticas engendradas por eles no enfrentamento do grave e histórico problema do analfabetismo adulto no país. São apresentadas, ao final, três ideias-chave consideradas síntese das principais contribuições desse grupo, no período dos anos 1960, e que encontram eco na obra de Paulo Freire.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
COSTA, Renato Pontes. Alfabetização de adultos e os movimentos de educação e cultura popular nos anos 1960: terreno fértil para a construção do pensamento freireano. Educação Online, [S.l.], v. 13, n. 29, p. 146-169, nov. 2018. ISSN 1809-3760. Disponível em: <http://educacaoonline.edu.puc-rio.br/index.php/eduonline/article/view/517>. Acesso em: 19 mar. 2019.
Seção
Dossiê